Administração

O Hospital de Base de Bauru (HBB) é um serviço da Secretaria de Estado da Saúde (SES-SP) administrado numa parceria com a Famesp (Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar), por meio de convênio.
Nesse modelo de gestão, a responsabilidade pelo gerenciamento da instituição e o cumprimento de metas de produção, atendimento e qualidade, estipuladas pela Secretaria do Estado da Saúde, ficam a cargo da Famesp, enquanto ao governo cabe a manutenção financeira do hospital.

A instituição presta serviços aos 38 municípios de abrangência das microrregiões de Bauru, Jaú e Lins (que fazem parte do Departamento Regional de Saúde de Bauru - DRS-VI). E não possui convênios com planos de saúde, já que seu trabalho é inteiramente voltado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O atendimento prestado é referenciado, ou seja, os pacientes vêm encaminhados pela rede pública de saúde, com regulação de vaga feita pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) - sistema online da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo – SES-SP).

Missão: Contribuir com a sociedade, desenvolvendo a saúde, prestando assistência médico-hospitalar, conforme os princípios definidos pelo Sistema Único de Saúde-SUS, fazendo a promoção, proteção, prevenção e educação para a saúde e, fomentando a pesquisa e o desenvolvimento científico aplicado à saúde.
 
Visão: Ser hospital de referência na assistência à saúde dentro da rede de atendimento pelo Sistema Único de Saúde-SUS.
 
Valores: Os valores que norteiam o Hospital são a ética, qualidade, competência, transparência, comprometimento, respeito, parceria, harmonia, dinamismo, humanização, responsabilidade, coerência, profissionalismo, criatividade e confiabilidade.

Nossa diretoria

Diretor-executivo: Antonio Rugolo Junior


Diretora Administrativa: Mônica Hamai 


Diretora Técnica:
Telma Cristina de Freitas

Diretor Clínico:
  Marcelo Tarso Torquato
(diretor eleito pelos pares para mandato entre 03/09/2018 a 03/09/2021)


Perfil assistencial

O Hospital de Base é um hospital de grande porte, com perfil assistencial voltado ao atendimento de Urgência e Emergência e cirurgias eletivas, além de internações clínicas para público adulto. Desde 2017, o HBB tornou-se referência para o tratamento de AVC (Acidente Vascular Cerebral) com regulação do SAMU. A unidade que oferece esse tratamento integra o Serviço de Neurologia Clínica do HBB e conta com 12 leitos. A unidade hospitalar possui ainda um Hemonúcleo e um Serviço de Hemodiálise, ambos com abrangência regional.

Em geral, o maior volume de internação vem da microrregião de Bauru (18 municípios), microrregião de Jaú (11 municípios) e microrregião de Lins (9 municípios). 

Atualmente, o Hospital de Base de Bauru oferece 18 especialidades médicas, além de manter equipe multidisciplinar para assistência direta ao paciente. Ao todo, possui 176 leitos (28 deles de UTI). Hoje, o quadro funcional do Hospital de Base está composto por mais de 1.200 trabalhadores.

Desde 2013, o Hospital também é campo de ensino para centenas de estagiários de graduação, pós-graduação e residência médica (própria da Famesp e de outras instituições) de cursos de saúde.

Abrangência: atende 38 municípios, sendo 18 da microrregião de Bauru, 11 da microrregião de Jaú e 9 da microrregião de Lins.

Endereço: Rua Monsenhor Claro, 8-88, Centro, Bauru-SP. Telefone: (14) 3231-4770

 
Qualidade em foco

Sair do conceito teórico e transformar a “qualidade” numa política do Hospital. Essa era a preocupação inicial do grupo que integra a Comissão do Sistema de Gestão da Qualidade do Hospital de Base de Bauru (CSGQ-HBB). Só assim seria possível ter a adesão dos colaboradores para uma tomada de consciência da necessidade constante de desenvolvimento e capacitação; promover ações de melhorias de forma contínua; gerenciar riscos institucionais; tomar decisões com base em análises críticas; elevar o padrão dos serviços prestados; e; garantir a segurança do paciente e dos funcionários além de uma boa assistência integral ao paciente.

Comissão de Qualidade no HBB
Com regimento próprio, a Comissão do Sistema de Gestão da Qualidade do Hospital de Base de Bauru (CSGQ-HBB) assume as funções de coordenar e acompanhar a qualidade dos processos da instituição. Sua finalidade principal é assegurar que o SGQ seja estabelecido e implantado, além de incentivar os profissionais da instituição a manter seus processos documentados de forma consistente e alinhados às auditorias internas e externas, incluindo normas e legislações que regem as políticas de saúde. Para tais fins, a CSGQ tem funções consultiva, deliberativa, normativa e educativa. Cabe à CSGQ avaliar a adequação dos processos de trabalho do HBB, seguindo as diretrizes da alta direção e padrões de qualidade estabelecidos pelo CQH (Compromisso com a Qualidade Hospitalar).


Histórico de atuação
O processo de implantação da política de qualidade da gestão Famesp, a partir de janeiro de 2013, iniciou-se pelo levantamento dos principais riscos e problemas estruturais em uma instituição que estava prestes a fechar as portas. O primeiro passo foi a criação do Núcleo de Segurança Hospitalar – responsável pela gestão de risco – e, posteriormente a criação da Comissão de Qualidade, em um formato multidisciplinar e menos centralizado. A Comissão de Qualidade planeja as suas ações mediante projetos apresentados anualmente para avaliação/aprovação da alta administração. Em 2014 foi realizado o projeto de implantação e gestão da qualidade no Hospital de Base de Bauru, com o objetivo de disseminar os conhecimentos de qualidade hospitalar em todas as áreas, incorporando a cultura pela melhoria contínua nos processos da unidade. Foram realizadas aulas e exercícios práticos dos conceitos e ferramentas, além das autoavaliações com a utilização de dois instrumentos norteadores: manual do Ministério da Saúde e do C.Q.H (Compromisso com a Qualidade Hospitalar). Essas autoavaliações fornecem informações essenciais para o planejamento dos projetos da comissão.

Em 2018, após a aplicação de vários projetos ao longo dos anos e análise de seus resultados, a Comissão de Qualidade identificou a necessidade de realizar uma reestruturação em seu formato, por meio de reuniões com as principais lideranças do hospital e utilização da ferramenta diagrama de Ishikawa, onde detectou-se os principais problemas e plano de ações (5W2H) necessários para sua reestruturação. Entre as ações planejadas, pode-se destacar a pesquisa realizada entre colaboradores do hospital com objetivo de identificar voluntários com o interesse em atuar na comissão, atribuindo um novo formato de voluntariado com objetivo de aumentar a adesão às boas práticas de gestão da qualidade.
Com a reestruturação da Comissão da Qualidade e inserção de novos membros voluntariados, surgiu a necessidade de organizar novas funções e fluxo de trabalho para as atividades.


Funções e fluxos

Núcleo Estratégico: Composto por 10 membros com a função e compromisso de planejar e avaliar semanalmente as atividades desenvolvidas pela comissão.

Núcleo Tático: Composto pela diretoria administrativa e técnica, gerências e principais lideranças, com a responsabilidade de avaliar e validar as atividades planejadas pelo Núcleo Estratégico autorizando ou não sua aplicação.

Núcleo Operacional: Composto por 45 membros voluntários com a função de multiplicar as ações planejadas e aprovadas, disseminando para o restante do hospital.