134

Hospital de Base recebe mais investimentos estruturais

- Cadastrada em: 08/10/2021, Elaine de Souza, ACI-Famesp
Equipes do HBB se reúnem para celebrar o início de funcionamento do novo gerador

No último dia 08 de agosto, as equipes de Manutenção Hospitalar, Engenharia de Segurança do Trabalho e das gerências de Serviços de Apoio e Recursos Humanos do Hospital de Base de Bauru comemoraram a instalação de um novo grupo gerador com potência de 400Kva nominal no lugar do antigo, que possuía potência de 260Kva e já somava 28 anos de uso.

Não é pouca coisa para um hospital público que, sabidamente, até 2012, estava soterrado em dívidas e sem nenhuma perspectiva de investimentos, inovações e melhorias assistenciais. Desde que a Famesp assumiu a gestão da unidade hospitalar, em janeiro de 2013, um planejamento minucioso começou a ser executado para levar melhorias ao Hospital, conforme prioridades: assistência direta, estrutura predial básica, equipamentos, medicações, protocolos assistenciais, capacitação de equipes etc., sempre driblando as dificuldades e crises do país.

“Nesse ano, quando o Base completou sete décadas de existência e nove anos de gestão Famesp, a troca desse grupo gerador é muito simbólica para todos nós, especialmente para quem viu o Hospital antes e depois dessa administração. É apenas mais uma demonstração do que pode uma equipe e de que, por etapas, é possível fazer do hospital um lugar cada vez melhor e mais seguro para o paciente”, relata Elisa Regina Pavan Fraga, gerente de serviços do HBB.

O equipamento foi adquirido em março desse ano e entregue em maio. No mês de julho, as equipes deram início às adequações elétricas e civis necessárias para a conclusão do Projeto, conforme legislação vigente.

“Esse aumento de potência possibilitará abranger, além das áreas emergenciais, outros setores que anteriormente não eram contemplados pelo gerador”, destaca Dioclécio de Jesus Tavares Correa, coordenador da Manutenção Hospitalar do HBB.Num hospital, como em empresas e indústrias, o gerador garante o fornecimento de energia quando há falhas ou interferências na rede elétrica local, produzida pelas concessionárias, assegurando que procedimentos médicos e exames possam ser concluídos sem risco para os pacientes em casos de apagões, por exemplo. E com equipamento novo e mais potente, além da performance do grupo gerador, haverá menos necessidade de manutenções.